MB Engenharia e no Meio Ambiente

Rio + 20, encerramento

No dia 22 de Junho, chegou ao fim o evento promovido pela ONU que discutiu diversos assuntos ligados ao meio ambiente e ao desenvolvimento sustentável.
De modo geral a avaliação dos seus resultados foi frustrante, decepcionando a todos que esperavam acordos objetivos entre países com metas claras de preservação ambiental e redução dos impactos das atividades humanas. }

Na verdade as autoridades responsáveis pela condução do evento, sequer conseguiram escrever previamente uma agenda com objetivos e metas que pudessem ser transformadas em acordos e assinadas pelos líderes mundiais que estiveram presentes ao Rio de Janeiro.

Nesse ponto também foi bastante frustrante a participação desses líderes que em sua maioria preferiram não comparecer ao encerramento do evento conforme era esperado. Apenas como comparação, coincidentemente na mesma época realizou-se em Los Lobos na Colômbia, uma reunião do G 20, reunindo as 20 maiores economias mundiais, com a presença maciça dos principais líderes, deixando claro que para eles a crise econômica vivida principalmente na Europa, é um tema de muito maior prioridade que a preservação ao meio ambiente.

Alguns eventos paralelos, tais como a cúpula dos povos, ocorrido no Aterro do Flamengo, e as exposições e debates ocorridos no forte de Copacabana, chamaram tanta atenção quanto o evento principal na Barra da Tijuca, mas também não apresentaram novidades capazes de sensibilizar os países preocupados com a desaceleração de suas economias. De mais positivo nos pareceu o crescimento do conceito de ”economia verde”, onde produtos e serviços de baixo impacto ao meio ambiente são valorizados em relação aos seus concorrentes produzidos por métodos tradicionais, pelo que foi anunciado até o Governo Federal levará em conta esse critério em seus processos licitatórios.

Para nós Brasileiros, ficou também a boa impressão da organização do evento, confirmando a vocação do Rio de Janeiro para realizar esse tipo de encontro, a “velha cidade” estava linda, e os Cariocas empenharam-se em nos representar bem perante a imprensa de todo o mundo, deixando a certeza que estaremos preparados para a Copa de 2014 e Olimpíadas de 2016, já os impactos ambientais desses eventos, deverão ser equacionados por nós em outras ocasiões.